Nelson Piquet Jr. Talento, Nome e Controvérsia

Nelson Piquet Jr. Talento, Nome e Controvérsia

Atualizado: 13 de Out de 2019


Há nomes que pesam, Piquet será certamente um deles. Ao nome estão ligados 3 campeonatos do mundo de Fórmula 1 assim como equipas da dimensão da McLaren, Williams, Brabham e Lotus.


Não foi por isso de estranhar que o mundo, especialmente da F1 tivesse grandes expectativas para com outro membro do clã, também ele Nelson.


Júnior cumpria com resultados, parecia estar à altura das exigências. No seu segundo ano vence a F3 sul americana. No primeiro ano de F3 Britânica termina em 3º lugar, no ano seguinte sai vencedor da categoria.


Em 2005 a história praticamente é a mesma, no primeiro ano de GP2 (actual F2) termina num sólido 8º lugar para sair vencedor no ano seguinte.


Currículo invejável, falou em pista, o nome pesa mas o talento está lá. Só há um passo possível na carreira de Nelson Piquet Jr, a Fórmula 1 espera por ele e a Renault acaba por o receber como piloto de testes para a época de 2007.


2008 será o ano do lugar principal, mas pelo meio derivado ao escândalo spygate, as cadeiras começam a rodar de forma inesperada, Alonso sai da McLaren e volta ao lugar onde foi feliz, a Renault. O outro lugar parece destinado a Heiki Kovaleinen e Nelson teria então que esperar por mais uma época. No entanto a Renault para não correr riscos na gestão dos seus pilotos decide não renovar com o finlandês, na altura a imprensa dizia que Kovaleinen poderia ser uma maior ameaça a Alonso e por isso num volte face colocam Nelson Piquet Jr ao lado do bicampeão.


Para ele isso não é importante, tem agora a oportunidade de se mostrar no grande circo. O lugar com que todos sonham era dele, agora só depende de si para mostrar o talento que marcou a sua ascensão à categoria principal.


A Fórmula 1 contudo, não é apenas isso, é política, é jogos de bastidores, a Renault claramente dava mais foco ao outro lado da garagem do que propriamente ao rookie e o ano de estreia é difícil. Das 18 corridas, termina apenas 8, e dessas, somente 5 nos pontos, ainda que com um pódio pelo meio, em comparação com o seu colega de equipa a época foi paupérrima. De tal forma que em Singapura, evitou um acidente na volta de formação da grelha, para mais tarde na corrida cometer o mesmo erro na mesma curva, mas desta feita com efeitos mais catastróficos. Não era por isso de surpreender que o seu lugar estivesse tudo menos seguro para 2009.


Ainda assim, tal como em 2008, nova surpresa, desta vez a Renault renova com Nelson Piquet Jr para a época de 2009, apesar do seu desempenho. Parecia estranho, mas de certa forma era a Renault a admitir que de facto a prioridade tinha ido para o outro lado, e ainda assim o jovem Piquet chega a um pódio na sua época de estreia.

A lua de mel no entanto foi curta, e sensivelmente a meio da temporada estala o verniz, a Renault substitui Nelson Piquet Jr por Romain Grosjean. Quatro dias depois instala-se a tempestade. Esse acidente em Singapura foi propositado! Piquet admite que a vitória do seu colega de equipa foi fabricada nesse dia por Pat Symonds e Flavio Briatore que combinaram, entre os três o acidente que traria o Safety Car para a pista, para oferecer vantagem estratégica a Fernando Alonso, que tinha parado nas boxes mais cedo do que seria de prever.


Não havia precedente como este na Fórmula 1, um piloto coloca a sua integridade física em risco para adulterar completamente o resultado de um grande prémio, as mentes de Pat Symond e Flavio Briatore orquestraram entre si o golpe, e para troca? Um lugar para Nelson Piquet Jr em 2009, estava explicado, mas a promessa não foi cumprida até ao fim. A FIA castigou os intervenientes de forma rigorosa, com excepção do piloto que teve direito a imunidade em troca da informação. O mal estava feito, a carreira de Nelsinho para sempre marcada, a F1 acabaria aqui, seguiu-se a vitória na primeira edição da Fórmula E, mas desde aí a carreira de este outrora futuro talento tem perdido o fôlego, é uma pena porque de facto parecia haver a promessa de um grande futuro.


Muitos dirão que já faz parte do passado, o Crashgate está resolvido, tudo foi provado, as medidas foram tomadas. Não! O resultado de Singapura 2008 ainda se mantém, está no livro com uma vitória de Fernando Alonso e da Renault. Só há uma forma da FIA colocar o assunto no passado e arquivar toda a história, precisa de anular o resultado do Grande Prémio. E se isso acontece…


Felipe Massa é campeão do mundo de Fórmula 1 em 2008!

©2019 by Bandeira Amarela - Podcast. Proudly created with Wix.com

Imagem "sobre nós": https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pedro_Lamy_-_Imola_1996.jpg

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now